OS Consultoria - (17) 3013-4898/3305-4898 - São José do Rio Preto/SP

Artigos e Notícias

Importância de valorizar a mão de obra formada na região


10 de Junho de 2016 - 16:49

 

O motivo da pesquisa

Sempre nos incomodou que a maioria dos alunos e egressos que conhecíamos não estavam empregados em empresas localizadas na cidade ou na Baixada Fluminense. Tanto nós três quanto a maioria dos nossos colegas trabalhávamos em empresas instaladas na cidade do Rio de Janeiro.

Nosso intuito naquele momento era direcionar o trabalho apenas para o estudo da relação dos profissionais e alunos com o mercado, porém, seguindo sugestão do nosso orientador, incluímos a análise da percepção das empresas quanto a nossa unidade e os cursos que lá eram ofertados. A partir desta nova vertente, visitamos várias empresas, tanto do ramo de serviços quanto de indústrias, o que enriqueceu nosso trabalho e trouxe mais qualidade às respostas que buscávamos no início do projeto.

Para aqueles que quiserem ter acesso ao material que desenvolvemos, disponibilizo link para acesso ao arquivo PDF.

Aplicação da pesquisa com o atual cenário brasileiro

Já venho planejando este artigo há um bom tempo. No ano passado, acompanhei algumas reportagens que comprovavam quanto tempo o brasileiro perde com deslocamento da casa para o trabalho ou local de estudo. Vejam:

Essa questão é antiga. Na 5ª série a definição de cidade dormitório já era abordada em sala de aula. Isso comprova que a realidade não mudou tanto nos últimos 15 anos (e parece que não mudará tão cedo).  

Em nosso estudo, comprovamos o quanto esse deslocamento era prejudicial para aqueles que precisavam se transportar até o trabalho (a maioria na cidade do Rio de Janeiro) depois retornar para a faculdade e depois, já próximo das 22h, ter que iniciar outro trajeto até suas casas. Muitas horas foram perdidas para que essa maratona fosse realizada.

Sabemos que essa questão da concentração de mão-de-obra na cidade do Rio de Janeiro é muito relacionada a grande demanda que é gerada na cidade, pois a mesma é responsável por grande parte do PIB do Estado e concentra o maior número de empresas.

Por outro lado, também sabemos que é possível estreitar a relação entre a Universidade e as empresas próximas, e isso precisava ser proposto para ambas.

Benefícios da aproximação da universidade com as empresas

Em nosso projeto final, buscamos a aproximação da mão de obra formada na região da nossa unidade com as empresas localizadas nos arredores da faculdade. Essa ponte traria uma série de benefícios, tanto para as empresas quanto para as empresas quanto para a faculdade e seus alunos e profissionais formados. Podemos enumerar:

  • Acesso a novas tecnologias e estudos desenvolvidos pela faculdade;
  • Diminuição do valor de deslocamento;
  • Contribuição para o desenvolvimento econômico e social da região;
  • Possibilidade de aplicar na realidade os estudos que são desenvolvidos na universidade;
  • Acesso a mão de obra qualificada e residente na região;
  • Diminuição do tempo de deslocamento por parte dos alunos e egressos;
  • Aumento da qualidade de vida dos alunos e egressos.

Dificuldades no estabelecimento da aproximação da universidade com as empresas próximas

  • Falta de conhecimento da instituição por parte dos empresários
  • Falta de interesse das empresas por parcerias com faculdades
  • Falta de divulgação dos trabalhos feitos na universidade

Resultado

  • Ao conversarmos com a direção da nossa universidade, a mesma se mostrou muito favorável em colocar em prática essa divulgação dos cursos e trabalhos já desenvolvidos. O fato de o coordenador do curso ser o nosso orientador contribuiu com essa empolgação.
  • Porém, quando visitamos as empresas e oferecemos essa aproximação, as mesmas não se mostraram tão empolgadas e não acreditaram muito nos benefícios que essa ligação poderia lhes proporcionar.

Relação do projeto com o mercado atual

Trabalho na Nomus desde 2011 e já realizava consultorias em diversas empresas quando apresentamos o Projeto Final. O que posso dizer, de acordo com tudo o que vi e vivi de 2013 até hoje, é que nada foi alterado.

Tirando o foco das Empresas participantes do estudo e da universidade que me formou, de modo geral, não vejo nas empresas o interesse em estabelecer parcerias ou até mesmo uma aproximação pontual para oferta de trabalho com universidades ou cursos técnicos.

Raros são os casos em que vejo que essa aproximação ocorre e, quando ocorre, é apenas para a divulgação de um estágio pontual, nada a médio- longo prazo que envolva a empresa e a universidade de forma geral.

O assunto é tão pertinente quanto há 3 anos, quando foi apresentado. Geralmente em meus artigos costumo falar da parte prática da gestão industrial, mas hoje gostaria de utilizar o nosso Blog Industrial para divulgar a importância do estabelecimento de parcerias ou aproximação em qualquer nível entre empresas e mão de obra formada na região.

Sei que possuímos um público muito diversificado. Nossos artgos são visualizados tanto por universitários, professores, quanto por donos e diretores de empresas. Justamente por essa característica, eu me sentia tão inclinado a tocar no projeto que desenvolvemos para a conclusão do curso, pois certamente o tema discutido tanto entre estudantes quanto entre donos e diretores de empresas.

Como alcançar essa parceria

Empresários e diretores:

  • Busquem informações das universidades localizadas nas proximidades de sua empresa.  
  • A aproximação com as instituições de ensino próximas poderão conceder uma série de pesquisas direcionadas a sua realidade.
  • Encomende projetos, contrate estagiários, avalie os trabalhos que foram e estão sendo desenvolvidos pela mão de obra formada na região.
  • Muitos problemas que estão sendo enfrentados atualmente pela sua empresa podem ser resolvidos com essa atitude.

Professores, Diretores e Coordenadores de cursos:

  • Busquem as empresas que estão localizadas na região da sua universidade.
  • O estabelecimento de parcerias com essas empresas poderão conferir uma visão empresarial muito interessante para os estudos e trabalhos desenvolvidos pela instituição.
  • É sempre válido colocar o conhecimento acadêmico, bem como suas teorias, em prática.

Alunos e Egressos:

  • Cobrem uma postura mais ativa da universidade em estabelecer essa aproximação da mão de obra formada na região com as empresas da proximidade.
  • Pensem no tempo de deslocamento que será economizado, possibilidade de desenvolver projetos e estudos sobre diversas empresas e colocar em prática todo o conhecimento adquirido em sala de aula.
  • Essa atitude poderá lhe conferir a experiência e maturidade necessária para ser um excelente profissional.
     

 


Autor: Celso Monteiro
Fonte: http://goo.gl/qtY9Hv