OS Consultoria - (17) 3013-4898/3305-4898 - São José do Rio Preto/SP

Cursos - Presenciais



GERENCIAMENTO MATRICIAL DE DESPESAS (Redução de custos nas empresas como estratégica de sobrevivência)

GERENCIAMENTO MATRICIAL DE DESPESAS (Redução de custos nas empresas como estratégica de sobrevivência)


Matricule-se Já


Objetivos
Nos processos tradicionais, quando um gestor prepara o orçamento do departamento sob sua responsabilidade, age como somente o seu centro de custos existisse. Este comportamento faz com que este executivo frequentemente sucumba à tentação de inflacionar os seus custos para se colocar em uma zona de conforto onde as metas propostas sejam fáceis de serem atingidas.
Por outro lado, no processo tradicional, o controle dos gastos é centralizado, o que cria um acúmulo de trabalho no setor de orçamento e, ainda, faz com que a ineficiência seja apenas detectada e sua correção imposta ao chefe do centro de custos ineficiente. Isto significa que o desvio é detectado depois do fato acontecido.
O orçamento base-zero procura disciplinar a elaboração orçamentária, substituindo um corte de despesas imposto de cima para baixo por uma proposta de alocação de recursos de baixo para cima, agindo antes que o erro aconteça, racionalizando o processo e criando um compromisso dos gestores com as metas propostas.
O gerenciamento matricial de despesas, além de funcionar como um importantíssimo instrumento auxiliar no processo de alocação de recursos na fase de elaboração do orçamento, procura se antecipar ao erro na fase do controle orçamentário.
Público Alvo
Todos os profissionais de Administração, Controladoria, Planejamento, Empresários, Supervisores e Gerentes e demais profissionais das empresas interessados em adquirir novos conhecimentos ou atualização de conceitos.
Programa

1 - Os Conceitos Fundamentais do Orçamento

1.1 - Introdução

1.2 - O que é e para que serve o Orçamento

1.3 - O que é um bom Orçamento

1.4 - O Orçamento é uma Atividade Passiva ou Pró-Ativa?

1.5 - Os Objetivos E as Restrições do Orçamento

1.6 - Os Quatro Orçamentos da Empresa

2 - Os Pré-Requisitos para Implantação Orçamentária

2.1 - Introdução

2.2 - Comprometimento da Diretoria

2.3 - Criação de centros de receitas e de custos

2.4 - Criação do Setor de Orçamento

2.5 - O sistema de elaboração orçamentária

2.6 - Adaptação dos sistemas existentes à nova realidade orçamentária

2.7 - O Caso Top Drink

3 - As premissas Orçamentárias

3.1 - Introdução

3.2 - O Cenário Econômico

3.3 - Os Índices de Desempenho

3.4 - Outras Premissas Orçamentárias

3.5 - Definindo a Meta de Lucro

4 - O Orçamento de Receitas

4.1 - Introdução

4.2 - Projeção de vendas X Projeção do Faturamento

4.3 - Métodos de Projeção de Vendas

4.4 - A Sazonalidade

4.5 - O reajuste de preços

5 - O Orçamento de Despesas

5.1 - Introdução

5.2 - Margem de Contribuição

5.3 - O Orçamento dos Gastos Variáveis

5.4 - O Orçamento dos Gastos Fixos

5.5 - O Orçamento Base-Zero

5.6 - Tipos de Gastos Fixos

5.7 - Orçando os Gastos com Mão de Obra

5.8 - Orçando as Rescisões de Contrato de Trabalho

5.9 - Fechando o Orçamento de Gastos Fixos

6 - O Orçamento de Caixa

6.1 - Introdução

6.2 - O Plano de Reposição dos Estoques

6.3 - O Orçamento dos Gastos Variáveis

7 - O Controle Orçamentário

7.1 - Introdução

7.2 - Conceitos Fundamentais de Controle Orçamentário

7.3 - O Orçamento é um Trilho ou uma Trilha?

7.4 - O Orçamento Flexível

7.5 - As Revisões Orçamentárias

7.6 - O Gerenciamento Matricial de Despesas

7.7 - Os Relatórios

Metodologia
A metodologia será composta por atividades teóricas, aplicação de testes, atividades prática, dinâmica de grupo, estudo de casos.
Horário
Horário:

Carga Horária: 8 horas
Local



Facilitador
Odair Strada

Odair Strada

Diretor da O.S Consultoria e Administrador com extensão em Logística, Pós-graduado Engenharia de Produção.


Há 39 anos atua como gestor da área, organizou e administrou setores de almoxarifados, compras, transportes, produção e expedição, alinhando-os aos objetivos estratégicos da empresa e metas de resultados. A atuação em empresas de diversos segmentos como Coca Cola, Barefame (Grupo Bardella), Bascitrus, Destilaria Vale do Rio Turvo, Ullian, Pop Calçados e Facchini lhe permitiram adquirir um Know­ How expressivo da área, também na Facchini foi instrutor da UCF (Universidade Corporativa Facchini) e membro do Comitê Melhoria Continua (Lean Production), onde foram implementadas melhorias significativas na empresa utilizando técnicas voltadas para os sistemas da qualidade como, Kanban, Kaizen e 5S. Docente do SENAC nos cursos livres voltados para a Área de Logística, Curso Técnico de Segurança do Trabalho (Modulo Tecnologia da Produção), Gestão Empresarial (Modulo Logística Empresarial) e Técnico em Logística (Modulo Logística Empresarial). Docente do SEST SENAT nos cursos livres voltados para as Áreas de Logística de Transportes e Gestão de Pneus.


Docente nas Áreas de Administração de Materiais, Produção e Planejamento, Logística, Sistemas da Qualidade, Gestão e Desenvolvimento. Como consultor tem os trabalhos dirigidos à reestruturação dos setores de compras, almoxarifados, transportes, produção e expedição com foco na organização, capacitação dos líderes, negociação e principalmente na redução dos custos logísticos.

Investimento
Vagas
25
*A O.S Consultoria reserva o direito de cancelar e/ou alterar a data do treinamento
Informações
*(17) 3013 4898
*(17) 3305 4898
Importante: O cliente tem 30 dias após o curso para esclarecer dúvidas.
*A O.S CONSULTORIA REALIZA TODOS OS SEUS CURSOS IN COMPANY E ABERTOS.